Um pouco de História – Pista de Monza

2045732164
O Circuito de Monza (em italiano: Autodromo Nazionale di Monza) é localizada próxima à cidade de Monza, na Itália, ao norte de Milão. É um dos circuitos mais tradicionais para a prática do automobilismo no mundo. Famoso principalmente por receber o Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1, quase anualmente desde 1922, ano de sua inauguração.

O Autódromo de Monza é atualmente o traçado mais veloz da Europa graças às suas retas muito longas, o que permite que os pilotos mantenham aceleração máxima por mais da metade da volta. É um circuito praticamente plano, com poucas elevações e conhecido como uma pista que testa mais a potência do motor que as habilidades dos pilotos.
Monza_aerial_photo
Vista aérea do Autódromo de Monza

A volta é iniciada na longa reta denominada Rettifilo Tribune ao longo da qual estão construídos os boxes e o paddock. Depois, entra-se na Prima Variante, uma chicane direita-esquerda bastante lenta. A freada para esta curva é tida como muito difícil, visto que a redução é de 350 km/h para não mais que 100 km/h. Passada a Prima Variante, é a hora da Curva Biassono (ou Curva Grande), curva à direita de velocidade média. Pouco mais à frente, há a Variante della Roggia, bastante parecida com a Prima Variante, mas com direção oposta (esquerda-direita). A parte mais técnica do circuito é iniciada com as Curve di Lesmo, dupla de curvas à direita. O circuito readquire velocidade com a reta acompanhada da velocíssima Curva del Serraglio para, então, entrar na Variante Ascari, uma curva curta à esquerda que prossegue com curva longa à direita e conclui com outra esquerda a quase 90°. Após passar pela reta oposta, chegamos à histórica curva do traçado: La Parabolica, grande curva à direita feita a velocidade média (200 km/h na F1) que leva à reta dos boxes.
1024px-Monza_track_map.svg

Também exite a versão Junior do Circuíto, sendo esta a que vamos utilizar na corrida de segunda-feira.
Este traçado é utilizado nas corridas de categorias menores: trata-se de um circuito bem mais curto, que utiliza uma parte da reta de chegada, as costas retas e a parabólica. O ciclo é fechado por uma ligação que, separado da reta de chegada cerca de 200 metros após o box entra em uma sucessão de 3 curvas que leva à parte de trás logo após a chicane Ascari. A junção tem três curvas, a primeira à direita, segunda à esquerda, terceiro à direita novamente. O tamanho da pista Junior é de 2,405 metros.
ScreenShot070

Fonte 1: Wikipedia
Fonte 2: Site Autódromo Monza

Resultado Primeira Etapa Super Trucks BR – Mantorp

Após uma longa espera, iniciamos o torneio de Super Trucks.

22:20 – Acaba o Briefing, 18 pilotos na pista para o treino Livre, todo mundo fazendo seus úmtimos ajustes antes da classificação e corrida.

22:30 – Inicio da classificação com Todos buscando a volta perfeita. Filipe Sampaio Vai logo para pista e crava 1:33.100, ninguém supera até que Ney Dilay vai para pista, passa nas duas primeiras parciais abaixo do tempo de Sampaio, mas perde na última parcial, fazendo 1:33.275, em terceiro larga Lucas Baisso.

22:45 – Largada para a primeira bateria. Contrariando o que muitos pensavam, não há incidentes graves na primeira curva, Sampaio larga bem e mantem a ponta. Dilay tenta assim, mas Sampaio com a preferencia e vai embora. Logo em seguida, Baisso ultrapassa Dilay, aonde travam uma disputa por 2/3 da corrida até que Dilay ultrapassa Baisso e segue na perseguição à Sampaio que controla bem a ponta da prova. Restanho que largou mais atrás, recupera posições e assume a 4ª posição.
Com uma corrida sem erros, Sampaio vence de ponta a ponta com Dilay em segundo, Baisso em trceiro, Restanho em quarto e V. Garcia em quinto.

23:00 – Luz verde para a segunda bateria e lá vão eles, com a inversão do Grid, H. Garcia larga na frente, seguido por Galarda e Machado. Com uma largada fraca, Machado segura Restanho que o empurra, Dilay que largou forte, tenta ultrapassar e bate em Restanho que tem sua corrida comprometida devido a um pneu furado. A segunda bateria foi marcada por muitas ultrapassagens, pegas incriveis, toques, rodadas, etc. Disputa pela primeira posição fica interessante, entre 4 pilotos H. garcia segue na ponta, seguido por Machado, Galarda e Sampaio. Sampaio força a ultrapassagem em cima de Galarda e acaba tocando em Machado que roda. Na próxima volta, Sampaio vai para cima de Galarda no final da reta oposta e ultrapassa na freada, duas curvas depois H. Garcia sai da pista e Sampaio assume a ponta seguido por Galarda que lhe dá um toque na traseira, mas com mto fair play devolve a posição. Incidenete igual a este, acontece entre Dilay e Ferreira, Dilay acaba devolvendo a posição por er colocado o companheiro para fora da pista.
Após assumir a ponta, Sampaio vence a segunda bateria, após algumas voltas de pressão de Baisso, Galarda chega em segundo, Baisso em terceiro, V. Garcia em quarto e Machado em quinto.

Aguardem!!
Em breve estará no ar o SLS com os Resultados completos e o vídeo das corridas.

Semana que vem tem a próxima etapa no circuíto de Monza, com seu traçado Junior.

Equipes Super Trucks BR – AG Racing

A AG Racing foi a última equipe a chegar anter do fechamento do carset. A equipe virá com um caminhão que ainda não tinha aparecido, o Ford Cargo. Esta equipe é composta por: Gabriel Machado Nº13 e Augusto Galarda Nº22

Equipes Super Trucks BR – Abilitá Racing

Ricardo Souza estará sozinho (por enquanto), neste torneio, e apresenta o seu Man TGX Nº78.

Equipes Super Trucks – Car Nissa

Depois de um campeonato fora, eles estão de volta! Os Irmão Garcia apresentam sua equipe com os Scania Série R, Hugo e Vinicius utilizarão os números 50 e 51.