Um pouco de História – Autódromo Cleveland

1024px-Cleveland_Street_Course_at_Burke_Lakefront_Airport.svg
O Grande Premio de Cleveland era um evento somente utilizado pela Champ Car World Series, que acontecia no Burke Lakefront Airport, em Cleveland, Ohio, Estados Unidos. A corrida de 2006, realizada em 25 de junho, marcou o 25 º aniversário do evento. Com a absorção da Champ Car para o rival Indy Racing League, a corrida de 2008 foi cancelada não sendo marcada, nenhuma prova para 2009 devido a obrigações contratuais. Tentaram retomar a corrida em 2010, mas tentativas de reviver a corrida em anos futuros não se concretizou, sendo assim, a última corrida foi realizada em 2007.

Normalmente, um aeroporto em pleno funcionamento durante todo o ano, Burke Lakefront Airport era fechada para a semana que antecedia o evento, exigindo manutenção cuidadosa das pistas, a fim de mantê-los seguros para carros em alta velocidade. Mesmo assim, para muitos pilotos, era uma das mais difíceis de dirigir na Champ Car, projetado para aeronaves e não carros de corrida leve, existia um grande problema de aderência, onde num carro monoposto é fundamental.

De acordo com a Convenção de Cleveland e Visitors Bureau, o Grande Prêmio do Cleveland arrecadou US $ 30-50 milhões para a economia Ohio Nordeste. 100.000-150.000 ingressos foram adquiridos normalmente, e 1.000 mídia passa distribuído, para três dias de festividades. A corrida era trasnmitida para o mundo inteiro. Havia shows de rock, concursos e desfile de carros oficiais. Em 2000 o desfile foi retirado, devido a um agente da Patrulha de Cleveland, que foi morto no cumprimento do dever.

Nenhum outro aeroporto ativos nos Estados Unidos sediaram um evento como esse, no momento, o que fez o Grand Prix de Cleveland único em todas as formas de automobilismo americano.

Originalmente conhecido como o Cleveland Budweiser 500, que foi realizado pela primeira vez em 4 de julho de 1982 como parte da série CART. Kevin Cogan largou da pole position, no entanto, para o delírio da multidão Cleveland, um piloto novato na época, Bobby Rahal (de Medina) venceu a corrida.

De 1982-1989, a corrida foi realizada em um layout de 2,48 milhas. Em 1990, a configuração de pista foi abruptamente mudada. Depois de treinos e qualificação, vários carros estavam avriados, devido à acidentes. Antes do início da corrida, a pista foi ligeiramente reconfigurada, eliminando a combinação da esquerda para a direita das curvas um e dois. A reta principal foi estendida para o local ando era a curva tres. O novo layout medido 2,369 milhas. O novo layout foi então adotado de forma permanente. O layout atual é conhecida por sua “vortex”, depois de dada a bandeira verde, os pilotos que se espalham sobre o concreto largo para ganhar a posição e depois chegar a curva, às vezes com cinco ou seis carros lado a lado, e todos são “sugados de uma vez para o buraco da T1, normalmente isto causa alguns acidentes acabando com a corrida na primeira curva.

O nome do evento mudou várias vezes ao longo dos anos para refletir o direitos patrocinadores da corrida, porém a partir de 1984 o evento foi conhecido principalmente como o Grand Prix de Cleveland. O nome foi mudado em 1992 para Grand Prix de Cleveland e se manteve o mesmo desde então.

Budweiser retidos direitos de nomeação a 1994. Baseada em Cleveland, uma rede de farmácias Medic Drug detinha os direitos 1995-1999, Marconi (agora telent plc) de 2000 a 2002, e os US Bank propriedade de 2003 a 2007. O nome completo do evento de 2006 foi Grand Prix de Cleveland apresentada por US Bank.

Em 2007, foi anunciado que a corrida de Cleveland até continuaria até 2012.No entanto, a corrida não retornou em 2008 com a fusão entre a Champ Car World Series e da IndyCar Series. Oa promotores da corrida precisavam de um patrocinador para trazer a corrida de volta para 2012, mas não conseguiram.

O Grande Premio de Cleveland teve como maiores vencedores, Danny Sulivan, Emerson Fittipaldi e Paul Tracy, cada um com três vitórias

2 comentários sobre “Um pouco de História – Autódromo Cleveland

  1. Dae galera! Filipe, muito bom este post! Não vejo a hora de colocar o caminhão na pista e começar a treinar para esta prova de fechamento… a prova promete…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s