SOB AMARELA, SANTOS PODE RESPIRAR PARA VENCER EM INDIANÁPOLIS

Depois de muita expectativa, chegou a corrida mais emocionante do calendário!

 

Com 9 carros na pista, inicia-se a sessão de classificação oficial, que devido a um problema no satélite não foi transmitida ao vivo. Nesse meio tempo Augusto Santos crava a pole.  Com o sinal de transmissão do evento restabelecido todos os pilotos se encontram no aquecimento para a corrida, e vamos para a largada.

GRAB_041

Momento da largada

Santos e De Matos já logo saltam na frente em um ritmo frenético, mas logo na volta 2 temos a primeira bandeira amarela da noite, mas nenhum abandono ainda.  Logo na relargada, Giovani Barbosa que vinha surpreendendo a todos teve um problema extremamente precoce com seu sistema de injeção que cortou combustível na reta oposta e ficou sem chances de voltar a prova.

A partir da volta 13, alguns já começavam a fazer suas paradas nos box para reabastecimento e troca dos pneus, mas De Matos por um erro de seu engenheiro ficou sem etanol na curva 3, o piloto foi pego tão inesperadamente que pela perda de tração acabou rodando e colidindo com o muro interno da pista, mas felizmente foi um acidente leve sem preocupações.

Mas o momento mais tenso da noite estava por vir, já na relargada na volta 21, Jhonatan Saibel na curva 1 acaba tocando a zebra interna com a roda traseira e perde num “piscar de olhos” a traseira do seu Ganassi e se choca violentamente contra o muro, uma batida assustadora, foi um momento de apreensão  geral do público.

GRAB_042

Após o resgate, o piloto já se encontrava estável, mas ainda é duvida para Toronto

Daniel Amorim vinha numa corrida discreta e com vários problemas mecânicos em seu carro até que na volta 37 não deu mais para ele.

A corrida teve momentos excepcionais, como o pega entre A. Santos X  F. Alvarez X K.Gomes  que por várias voltas levaram o público a loucura. Mas infelizmente K. Gomes por inexperiência fez uma manobra ilegal em bandeira amarela na volta 20, ultrapassando 4 carros e assumindo a ponta na corrida, manobra essa que custaria caro para ele mais tarde.

Já o Argentino J. Bagnis foi desclassificado da prova por falha de dados na telemetria com a direção de prova.

Na parte final, F. Alvarez faz uma estratégia interessante, para nos box, troca seus pneus e vir com tudo para cima de Santos, mas uma bandeira amarela fez com que a corrida terminasse sem que Santos recebesse um ataque forte de Alvarez, assim Augusto Santos chega em primeiro e Alvarez em segundo.

E o grande destaque da noite fica pelo piloto novato Wilians Tiago, que fez uma corrida no melhor estilo “Dario Franchitti” e chegou na brilhante terceira posição.

GRAB_044

Chegada da corrida em bandeira amarela

Podio

Santos vence a segunda no campeonato, toma um banho de leite e se isola na liderança do campeonato

 

 

Punições na etapa:

1: DQ Jeronimo Bagnis, devido a insistência com um ping alto, prejudicando vários pilotos durante a corrida. Regulamento diz:“Pilotos com PING acima de 350 não poderão correr, pois será prejudicial ao bom andamento da corrida, pediremos ao mesmo que se retire, caso contrário, será removido e considerado descumprimento de ordem da direção de prova.”

2: Volta 20, K. Gomes ultrapassa todos em bandeira amarela, saltando da 5 para 1 posição no alinhamento da relargada.
“Durante bandeira amarela não será permitido Luck-Dog a menos que receba ordem do jogo ou da direção de prova. O piloto
que descumprir a regra será desclassificado do resultado final da corrida e não realizará o qualy na próxima sessão e perderá 5 pontos.”

3: Volta 22, J. Bagnis se choca fortemente em A. Santos em bandeira amarela.
Punição: Provocar acidente em que o outro piloto receba “stop & go” ou seja necessária
uma parada nos boxes para reparos: acréscimo de 60 Segundos no tempo final e perda 8 pontos.

4: Piloto A. Santos na sala pública no TS após a corrida, fez reclamações claras a um determinado piloto.
Segundo regulamento: “APÓS A CORRIDA, NÃO FAÇAM RECLAMAÇÕES EM PÚBLICO DE OUTROS PILOTOS, PARA NÃO FICAR EXPOSTO
AO RIDÍCULO E ASSIM PODEMOS MANTER O AMBIENTE DE DIVERSÃO, DESCUMPRINDO ESSA ORDEM E GERANDO TUMULTO, SUJEITO A PUNIÇÃO”.
Punição: Perca de 8 pontos na carteira.

Res E2 OFICIAL

Santos vence, e briga pela P2 tem chegada emocionante!

Com início da classificação, após 10 minutos Lucas Melo crava a pole no último segundo. Na largada o acidente entre Roberto Melo e Lucas Melo.

MELHORES MOMENTOS

Relargada na volta 5, um toque entre Reginaldo de Matos e
Rosario acaba com o ultimo batendo no muro, 2º bandeira amarela da noite.
Relargada volta 10 e outro acidente de Reginaldo de Matos na mesma volta da relargada.

GRAB_033
Nesse momento tivemos um sprint espetacular com diversas trocas de posições até a volta 17 , com o incidente do Jeronimo Bagnis, que teve problemas técnicos na telemetria do seu Ganassi e acaba perdendo o controle do seu carro, bate, perde a asa traseira e acaba rodando e quase envolvendo o piloto Kauê Gomes.
Já na volta 18 tivemos a entrada massiva dos boxes na busca da melhor estratégia.
Na volta 21 tivemos a penultima relargada da noite onde tivemos
o maior acidente da noite envolvendo 4 pilotos, onde L. Melo  e
K. Gomes  acabaram rodando, levando junto Filipe Sampaio e uns metros
depois Bagnis, que recebeu um toque e acabou rodando, gerando assim
a última bandeira amarela da corrida.

GRAB_034
E com a bandeira verde e branca agitada, Augusto Santos salta na ponta. Começa uma impressionante perseguição a Jhonatan Saibel, Franco Alvarez e Lucas Melo partem com tudo pra cima de Saibel. Fran leva a melhor e chega em 2º com um bico de vantagem.

Com uma vitória fantástica, Santos tem sua primeira vitória na AVRace.

Podio

A próxima etapa será no dia 25 de Abril, em Indianápolis Motos Speedway.

Resultado Oficial após as punições.

Res E1 OFICIAL

Reclamações:

CASO 1

Lucas Melo demora a largar( última relargada) fazendo com que Filipe Sampaio acabe ultrapassando o mesmo antes da hora e assim fazendo
com que Sampaio receba um “Stop and Go”. No momento do incidente fica vizível a “tirada de lado” de Sampaio para evitar um acidente.
PUNIÇÃO PARA LUCAS MELO:
Provocar acidente em que o outro piloto receba “stop & go” ou seja necessária uma parada nos boxes para reparos: acréscimo de 60 Segundos no tempo final e perda 8 pontos.
——————————————————————————————————————-
Caso 2
Gabriel Almeida perde o ponto de freada na última curva da volta 06 e colide com Franco Alvarez, fazendo o mesmo rodar e sair do traçado
PUNIÇÃO PARA GABRIEL ALMEIDA:
Provocar acidente que o outro piloto tenha rodado ou saído da pista: acréscimo de 30 segundos no tempo final e perda 6 pontos.